Month: novembro 2015

  27/11
 

Foi por acreditar que histórias inspiradoras precisam ser compartilhadas que foi criada a parte de voluntariado do Next Stop. E a entrevista de hoje é exatamente isso: uma história muito bacana de alguém que foi parar numa cidadezinha do litoral da África do Sul. Adriana Gaspary foi voluntária com crianças numa escola no meio de uma reserva ambiental. Confira!

Chintsa

País e cidade que morou: Chintsa, África do Sul.

Qual foi a documentação exigida? Passaporte e carteira de vacinação internacional (é obrigatória a vacina da febre amarela). Não é preciso visto para brasileiros.

Quanto tempo ficou? Cerca de 15 dias.

Que idade tinha? 18 anos.

Qual época do ano foi? De 22 de fevereiro à 09 de março de 2015.

Viajou sozinha? Sim, mas no grupo de voluntárias tínhamos duas inglesas e três alemãs, além de uma inglesa e uma americana em outro projeto da organização.

Como organizou a viagem? Fiz contato com a organização através da CI (Central de Intercâmbio), que fez o intermédio com a VA32. Tive que fazer uma prova de inglês escrita e oral para comprovar domínio da língua e foi feita a requisição para a organização. Em alguns dias recebi a resposta e precisei providenciar as vacinas, o seguro de saúde, passagens e rands (moeda do país), que é mais difícil de encontrar em câmbios.

Que tipo de hospedagem utilizou? Fiquei em uma casa era dividida entre os voluntários, com quartos de 2 ou 3 pessoas.

Como era a alimentação? O café da manhã e o almoço eram por nossa conta, mas tínhamos uma moça que cuidava da casa e deixava janta pronta, geralmente algo típico e caseiro. Havia apenas um mercadinho bem pequeno, o mercado maior ficava em uma cidade vizinha na qual íamos uma vez por semana. No mais, a cidade possuía apenas um restaurante, que servia pizzas e petiscos.

Por que escolheu esse destino? A África sempre foi um sonho, então minha única certeza era que eu precisava ir para um país africano. A África do Sul foi a escolha mais prática, e Chintsa foi escolhida por ser uma cidade bem pequena e desconhecida, que me chamou muito a atenção na hora que pesquisei.

Qual o objetivo da viagem? Trabalhar com crianças, conhecer pessoas novas e me conhecer melhor como pessoa.

Onde trabalhou? Em uma pré-escola rural chamada Bulugha Farm School, localizada no meio de uma reserva ambiental, com ocasionais visitas de girafas junto da grade.

Como foi o trabalho voluntário? Eu chegava na escola por volta das 8h30 e ajudava a preparar e servir o café da manhã para as crianças; depois ia com elas para a sala de aula e passava a manhã auxiliando a professora a preparar atividades e brincadeiras com os alunos. Em alguns dias levava elas para dançar no pátio. Depois da aula eu tinha cerca de 1h livre com elas e ficávamos correndo pela escola. Às tardes são realizadas atividades variadas, como esporte, clube de teatro e visitas ao abrigo local, Greensleaves, onde fazíamos atividades e brincadeiras com as crianças.

CHINTSA 3 - VLIFESTYLE - NEXT STOP

O que mais marcou durante esse trabalho? Além das crianças, as pessoas incríveis que eu pude conhecer, tanto do meu projeto quanto de outros que ficavam em casas próximas, os mochileiros e cidadãos locais.

E como foi o relacionamento com as pessoas locais? Os sul-africanos são incrivelmente simpáticos e receptivos, então fui muito bem recebida. Como a maioria fala inglês, não tive tantos problemas com o idioma local, mas fiz questão de aprender um basicão de Xhosa para poder me comunicar melhor.

O que mais gostou durante a viagem? Com certeza o trabalho com as crianças, tanto as da escola quanto as do abrigo, que são muito carinhosas e receptivas. Me apaixonei pela comida e pela praia também, mas nada se compara à relação com as crianças.

chintsa - vlifestyle

O que menos gostou? Ter que voltar para o Brasil!

O que surpreendeu? Os macacos que invadiram a casa quando esqueci a janela aberta e roubaram comida!

O que decepcionou? Não ter tido a possibilidade de passar mais tempo no projeto.

Lugares um turista tem que visitar? A cidade é muito pequena e eu acabei não conseguindo fazer muitos programas turísticos devido ao tempo, então minhas sugestões são bem locais.

– A praia de Chintsa East, que é lindíssima.

– Buccaneers’ Backpackers – Local de hospedagem para turistas e mochileiros com uma vista incrível para a praia, onde passamos os finais de semana. É o melhor lugar para conhecer pessoas sensacionais de várias partes do mundo, com um bar que funciona (e lota) todos os dias da semana.

-The Barefoot Cafe – Praticamente o único restaurante da cidade, foi lá que comi a melhor pizza da minha vida, chamada The Nigel.

Quanto gastou? Entre 7 e 8 mil, incluindo os gastos de lá

Voltaria? Com toda a certeza do mundo, sim!







  25/11
 

Chamar alguém ou algo de ícone pede certos requisitos. Não chamamos assim coisas comuns, facilmente encontradas e que não fazem muita diferença aos olhos de quem vê. E podemos ter certeza absoluta que Kate Moss não apresenta nenhuma das três características citadas acima. Há mais de 20 anos vemos o rosto dela estampado em revistas e campanhas de moda e ele segue valendo milhões. Por quê?

KATE MOSS - VLIFESTYLE

Vamos por partes. A loira nasceu em Londres no dia 16 de janeiro de 1974. Atualmente com 41 anos, ela foi descoberta como modelo aos 14 em um aeroporto de New York, quando voltava de férias. Os holofotes começam a focar em Kate depois que ela saiu nua na capa da revista The Face, e logo após fez um anúncio de jeans da Calvin Klein. Daí, só voou.

O que faz de Kate Moss ser um verdadeiro mito da moda é o fato de ninguém nunca enjoar dela. Ela consegue manter a essência, sem deixar de se atualizar. Além disso, sua forma física é vista por muitos como ideal. O formato de rosto dela, por exemplo, é o que muitos maquiadores chamam de perfeição: maçãs elevadas, boca em formato de coração e olhos amendoados.

Porém, perfeita não foi o título que Kate levou. Após inúmeros boatos, em 2005 o tabloide britânico Daily Mirror publicou em sua capa uma foto da modelo cheirando cocaína. Imediatamente após o escândalo, Kate perdeu contratos com grifes como Dior, Louis Vuitton e Versace. Mas nem todos abandonaram a top. Alexander McQueen, por exemplo, encerrou um de seus desfiles vestindo uma camiseta que dizia “We love you Kate”. McQueen, sempre à frente, ainda surpreendeu a plateia com um holograma da super model.

Obviamente ela deu a volta por cima e recuperou suas campanhas após um período de recuperação. Atualmente Kate Moss é casada com Jamie Hince, guitarrista da banda The Kills. Eles se casaram em 2011 na vila de Southrop, no oeste da Inglaterra. A festa, que durou três dias, ficou conhecida como Mosstock. O vestido da noiva foi assinado por ninguém menos que John Galliano.

Antes de Jamie, Kate namorou Jonnhy Depp, Leonardo DiCaprio, Jesse Wood (filho de Ronnie Wood), Daniel Craig e Jefferson Hack. O último, fundador da revista Dazed & Confused, é pai de sua única filha, Lila Grace, de 13 anos.

Casamento Kate Moss - VLIFESTYLE







  24/11
 

Sim, 2015 passou correndo e falta apenas um mês para uma época super especial: o Natal. Sabemos que é uma comemoração cristã, mas vejo até mesmo aqueles que não acreditam em Jesus Cristo sendo cativados por essa energia. Para celebrarmos o nascimento do menino Jesus, nada mais justo que enfeitar a casa. E quem pensa que basta montar a árvore está enganado. Trouxe três dicas de decoração para o Natal que você mesmo pode fazer e deixar seu lar no clima natalino.

dicas de decoração para o Natal - VLIFESTYLE

Escolhi três objetos diferentes que você pode brincar à vontade e montar o enfeite que quiser. Você pode acrescentar fitas, laços e outros enfeitinhos natalinos e fazer arranjos para sala, cozinha, quarto.. enfim, o ambiente que desejar.

01. PINHAS: Na minha opinião, peça-chave no quesito menor esforço e maior efeito. Você pode colorir e colocá-las em um recipiente ou vidro ou cesta, por exemplo. Ou ainda prender com lacinho e usar na árvore e na guirlanda. Além disso, fazer pequenos enfeites usando a pinha como mini árvore é uma boa ideia. Na imagem abaixo tem uma inspiração com ela toda pintada, mas você pode pingar cola colorida na ponta nos raminhos ou deixar natural.

dicas de decoração para o Natal - Pinhas - VLIFESTYLE

02. VELAS: Confesso que sou apaixonada por velas o ano todo e herdei isso da minha mãe. E não há época melhor para usar e abusar delas do que o Natal. Coloridas ou brancas, grossas ou finas, trabalhadas ou lisas. As opções são inúmeras e você pode fazer milhares de decorações super elegantes com elas. Não coloquei nas imagens abaixo, mas causa um efeito lindo colocar uma vela dentro de algum vidro. Você pode colocar o recipiente numa bandeja e ao redor espalhar bolinhas natalinas coloridas, por exemplo. Fica um charme!

dicas de decoração para o Natal - Velas - VLIFESTYLE

03. LUZES: Símbolo clássico do Natal e causador de um efeito belíssimo. Você não precisa usá-las apenas na árvore. Reaproveitar as garrafas de vinho, colocando as lâmpadas dentro e/ou fora fica lindo. Porta-velas maiores também ficam lindos com luzes dentro. A imagem com mini lâmpadas dentro das bolinhas também é linda e mais fácil de fazer do que você imagina. Elas são feitas de cortão colorido com cola. Os fios são enroladas numa bexiga cheia e depois de seco, é só estourar e tirar o plástico de dentro. Fica só a bolinha de cordão super linda!

dicas de decoração para o Natal - LUZES - VLIFESTYLE







  23/11
 

Os biquínis brasileiros são conhecidos mundialmente por seu tamanho reduzido, valorizando a sensualidade da mulher. Desta forma, é normal que nós, brasileiras, tenhamos preferência por roupas de praias nesse estilo. Porém, como a moda é cíclica, um sucesso dos anos 50 está de volta e conquistando as moças do Brasil: o biquíni hot pant.

biquíni hot pant - VLIFESTYLE

Já aviso: deixe de lado o seu preconceito. Aqui não tem nada de calcinha da vovó! Essa é uma tendência que conquistou fashionistas e celebridades de fora do Brasil há uns dois verões e nesta temporada promete ganhar as areais do Brasil. As principais vantagens são: disfarça a gordurinha localizada e realça os quadris e coxas.

Não há restrições para usar esse modelo de biquíni. O único cuidado é que peças de cintura alta podem achatar o tronco, portanto as baixinhas devem optar por modelos que não cubram totalmente o umbigo. Mulheres mais altas podem se jogar com tudo.

Sobre a parte de cima, a escolha é sua! Vale cortininha, meia-taça, tops mais fechados, etc. Tudo depende do seu gosto. Só não esqueça que, caso você queira valorizar o busto, opte por peças superiores coloridas e mais chamativas, enquanto a parte de baixo fica mais discreta. Caso queira chamar mais atenção para o quadril, basta inverter a lógica.

Para saber qual tipo de biquíni fica melhor com seu tipo de corpo, clique aqui.







  19/11
 

Loira, alta e de olhos claros. Parece a descrição clichê de uma miss, e é! A beldade que estamos falando é a Miss Rio Grande do Sul Marthina Brandt, de 23 anos, que foi eleita a Miss Brasil 2015. Coroação aconteceu na noite de ontem, 18, no Citibank Hall, em São Paulo.

Miss Brasil 2015 - Marthina Brandt - VLIFESTYLE

Marthina nasceu no município de Vale Real, na região serrana do RS. A jovem é estudante de Direito e representará o Brasil no Miss Universo 2015, que acontecerá dia 20 de dezembro em Las Vegas, Estados Unidos. E estamos bem representados, pois as medidas da loira são de causar inveja boa em muita mulher: 1,76 de altura, 92 cm de quadril, 65 cm de cintura e 86 cm de busto.

E quem pensa que ela é apenas uma rostinho bonito está enganado. Além do português, a gremista fala alemão, inglês, espanhol e italiano. Além disso, podemos afirmar que ela é obstinada e perseverante. Em 2012 ela concorreu ao Miss Rio Grande do Sul e não ficou entre as 15 finalistas. Marthina respirou fundo, se preparou e foi de novo. Resultado: acaba de ser eleita a mulher mais linda do país.

Miss Brasil 2015 gaúcha Marthina Brandt - VLIFESTYLE