14/03
 

Next Stop sobre voluntariado é especial, não há o que dizer. Unir todo aprendizado que qualquer viagem traz, com doar um pouco de si, é lindo. E o entrevistado de hoje é o mexicano Luis Alpízar, de 25 anos, que viajou até Nápoles, na Itália, para conhecer outra cultura e deixar sua marca em outro continente. Confira a entrevista e as imagens desse lugar tão lindo!

Nápoles - Voluntários + staff - VLIFESTYLE

País e cidade que morou: Nápoles – Itália

Qual foi a documentação exigida? Passaporte.

Quanto tempo ficou? Entre 40 e 45 dias.

Que idade tinha? 22 anos.

Qual época do ano foi? Verão, de junho a agosto.

Viajou em grupo ou sozinho? Sozinho, mas éramos 10 voluntários no total, um mexicano (eu), um canadense, um indiano, duas turcas, três húngaras, uma francesa e uma chinesa.

Como organizou a viagem? Fiz minha prática social pela AIESEC, uma ONG de jovens estudantes que realiza intercâmbios sociais e profissionais. Uma vez que decidido o destino, comprei a passagem de avião a Roma e investiguei como ir a Nápoles. Juntei informações suficientes sobre o país como: frases de sobrevivência, sistema de transporte, clima, preços, etc. Depois, fiz um roteiro para ir a outras cidades nos dias livres e, finalmente, comecei a preparar uma lista do que iria levar.

Que tipo de hospedagem utilizou? Vivíamos em um “bungalow”, fornecido pelo resort onde aconteceu nossa prática social.

Como era a alimentação? Nos davam café da manhã, almoço com as crianças e jantar com o staff.

Por que escolheu esse destino? Eu buscava um lugar pouco comum e que representasse um salto grande, uma viagem a um lugar mais longe. Quando navegava pelo sistema de projetos da AIESEC, encontrei as práticas a Nápoles, gostei do lugar, da prática e escolhi o projeto.

Nápoles - VLIFESTYLE

Qual o objetivo da viagem? Meu objetivo era viajar sozinho, viver uma experiência internacional, com a oportunidade de deixar a minha marca em uma cultura diferente da minha.

Onde trabalhou? Em um resort que tem uma colônia de férias no verão.

Como foi o trabalho voluntário? Tínhamos que planejar atividades de recreação e entretenimento para as crianças (futebol, vôlei, basquete, caiaque, atividades na piscina, entre outras).

O que mais marcou durante esse trabalho? Penso que foi a participação de crianças que não me conheciam e que, como eram em maioria italianos, tentavam se comunicar conosco para participar das atividades. Cada dia finalizava com um novo pequeno amigo.

Como foi o relacionamento com as pessoas locais? Com os diretores do summer camp o relacionamento foi um pouco difícil, pois não falavam inglês e só nos davam ordens. Porém, com o staff que trabalhava conosco o relacionamento foi muito bom, pois eram jovens e falavam inglês, e, graças a eles, conheci o verdadeiro sentimento napolitano.

O que mais gostou? O que mais gostei foi o lugar onde trabalhei, por ser muito bonito e entre a natureza, a comida fantástica, provei muitos tipos de massa, cada dia um tipo diferente, e a experiência de viajar em trem, visto que a Itália tem um sistema de trens muito completo.

O que menos gostou? O bairro onde estava localizado o resort, pois ficava muito longe do centro, fazendo com que eu tivesse que utilizar dois ônibus e um trem. Além disso, o ônibus que nos tirava dessa zona sempre se atrasava, resultando em uma espera de 30min.

O que surpreendeu? O valor de dividir e compartilhar com o próximo, vindo dos italianos. Pude vivenciá-lo em jantar com o staff, éramos em 20 pessoas, onde a dona do restaurante ofereceu a cada um de nós um shot de licor digestivo feito pela casa.

O que decepcionou? As condições combinadas com do meu trabalho não foram respeitadas, levando-nos a trabalhar também nos finais de semana, o que não estava previsto.

Lugares que um turista tem que visitar? O Centro de Nápoles, caracterizado por suas ruas estreitas; Nápoles subterrânea; o Castel Nuovo; praças de Nápoles; a cidade de Pompeia; e alguma pizzaria para degustar a autêntica pizza “Margherita”.

Quanto gastou? Estimo em torno de 9 mil reais.

Voltaria? Com muita certeza.

Este slideshow necessita de JavaScript.







Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *