dia a dia

  28/07
 

Calça jeans é, sem dúvidas, a peça mais versátil de um guarda-roupas. Nós podemos usar em diversas ocasiões, de diversas maneiras, dando várias “caras” para a mesma peça. Mais confortável do que um calça de alfaiataria, o jeans também pode ser chique. E é sobre isso que vamos falar. Calça jeans também faz look elegante sim.

looks chiques com calça jeans - VLIFESTYLE

Existem vários modelos de calças e alguns facilitam no up do visual. Flare de cintura alta, retas e skinnys sem adereços (lavagem clara ou escura) já trazem logo a sensação de elegância para o look. Por elas serem mais neutras, as peças de cima e/ou acessórios são mais valorizados. O que facilita na escolha da imagem que você que passar.

Vamos aos exemplos: nada melhor do que um blazer para imediatamente elevar o look. Outra dica é usar camisas soltas, pois elas deixam o visual mais chique, sem pesar e comprometer a graciosidade. Echarpes, pashminas e outros acessórios imponentes também são super bem-vindos para deixar a imagem mais sofisticada e elaborada.

Acharam que eu não iria falar do salto alto? Scarpins, sandálias e botas com salto deixam qualquer look mais chique. É incrível! Basta mudar o calçado e pronto. Mas eu quero deixar claro que você também consegue deixar o visual mais elegante com rasteiras. Basta saber escolher os acessórios corretos e caprichar no material de alguma das peças, pois um bom caimento é fundamental.







  22/07
 

Quem pensa que outono/inverno é época de colocar lá no fundo do armário todas as roupas de verão está errado. Vestidos e saias no inverno formam looks super femininos, charmosos e bem elegantes. Há muitos vestidos de manda longa, próprios para os dias mais frios. Mas vou mostrar que também podemos usar algumas peças da primavera/verão.

vestidos e saias no inverno - VLIFESTYLE

Como tudo na vida, há certos truques para se manter aquecida, sem perder a vaidade. Se você não quer esconder muito o vestido, por exemplo, use uma blusa por baixo da peça. Há materiais que ficam bem coladinhos no corpo, não marcando a peça de cima. Além disso, são super quentinhos e confortáveis.

Cardigan é amor. Saias e vestidos no inverno pedem esse casaquinho que, além de fofo, veste super bem e aquece. Você pode usa-lo solto, normalmente, ou ainda acrescentar um cinto fininho por cima do cardigan, marcando a cintura e destacando seu corpo. Nos dias mais frios, use um casaco mais grosso por cima.

Peças superiores para combinar com as saias não possuem mistério. Sobreposições, tricôs, camisas, camisas jeans e moletons ficam ótimos. Caso você tenha estranho ler moletom na lista, fique sabendo que atualmente temos peças feitas desse material super chiques. Bordados e cortes mais retos, por exemplo, garantem mais requinte para o clássico moletom. Uma excelente opção para quem não dispensa o conforto.

Deixar as pernas totalmente de fora em dias frios não parece a melhor ideia. Meia-calça fio 40, 70 e 80 são indispensáveis. Particularmente, não vejo muita restrição de cor. Mas lembre-se de que a meia-calça da mesma cor do calçado alonga a silhueta. E por falar em calçado, botas são uma excelente pedida, independente do tamanho do cano. Coturnos e sapatilhas também ficam bonitos.

Acredito que o sucesso do look está em cuidar a estamparia e modelagem. Você pode usar o mesmo vestido ou saia do verão, como falei acima. Porém, se a peça tiver uma estampa muito alegre, ou possuir recortes, melhor deixar ela para os dias mais quentes. Prefira cores sóbrias, terrosas e estampas com a cara do outono/inverno.







  21/07
 

Menos é mais, menos é mais, menos é mais. Entendeu? Toda regra tem uma exceção, é claro. Mas, na dúvida, menos é sempre mais. Hoje, vou dar alguma dicas de como comprar bem, sem gastar muito. E nesse caso, vale a nossa regra de ouro. Vou explicar.

dicas de como comprar bem - VLIFESTYLE

A grande dica é: vale mais a pena comprar uma peça de maior qualidade, do que duas de qualidade inferior. A lógica é simples: logo as duas peças nem tão boas se vão, ao contrário da outra. Além do mais, peças com um padrão melhor têm um caimento melhor no corpo, deixando você mais elegante e valorizando a sua beleza. Já disse isso aqui e aqui, sobre investir em certas peças.

Além da qualidade, devemos cuidar para não cair na tentação das tendências. Muitas vezes surge algo que fica bonito em alguém, está em todas as lojas, compramos e nunca usamos. Primeiro: nem tudo que fica bonito alguém, necessariamente ficará bem em você também. Segundo: tendências vem e vão. Prefira investir seu dinheiro em peças atemporais, que não sairão de moda e te deixarão chique em qualquer momento.

A terceira sugestão é sobre tamanho. É bem mais comum do que se imagina comprar algo sem experimentar, se arrepender, não trocar e deixar a peça parada num canto. Ou ainda, comprar sem provar durante uma liquidação, que não há possibilidade alguma de troca. Eu sei que nossos cotidianos são corridos e requer tempo ficar naquele provador apertado trocando de roupa, mas isso é preciso. O tamanho certo é indicado pelo seu corpo, não pela numeração. Além da modelagem variar de marca para marca, as vezes aquele tecido ou modelo fica melhor em você num número maior do que o habitual, por exemplo.

Também é importante que a peça combine com, no mínimo, dois looks diferentes. Não há como comprar bem sem pensar na versatilidade. Pense em várias maneiras de usar aquela peça, e que de preferência ela não seja o ponto central em todos, pois assim não fica com cara de look repetido.

E por fim, pesquise. Há muita diferença de preços entre as lojas e nem sempre tudo que é caro é bom, e o que é barato é ruim. Fique atenta e não tenha preguiça de garimpar.







  17/07
 

Demorou um pouquinho, mas aqui temos outro post sobre o lar doce lar. Para quem acabou de sair da casa do pais, pode ser um choque descobrir que as coisas não ficam limpas ou vão para o lugar delas sozinhas. Mas não se desespere! Aqui vão cinco dicas para manter a casa em ordem, sem precisar surtar ou gastar muito com diarista.

dicas para manter a casa em ordem VLIFESTYLE

01. Não deixe a bagunça acumular: Vamos começar pelo básico. Deixar acumular é a pior coisa que podemos fazer. Pode  os dar alguns minutinhos naquele instante, mas logo em seguida será um problema ainda maior. Roupas são o maior exemplo. Vamos trocando e jogando em cima de uma cadeira ou cabide e vai ficando por ali mesmo. Não faça isso! Vai ser muito pior quando você abrir o armário e descobrir que ele está vazio. Tirou do lugar? Guardou!

02. Não tenha dó de dizer tchau: Por algum motivo que eu não sei, temos a mania de guardar objetos que não usamos. Eu, particularmente, sou muito apegada a tudo e guardo até papel de bala. Porém, acreditem: desapego é uma bênção. Primeiro pergunte-se se você vai usar aquilo. Se a resposta for não, questione se ele pode ser usado por alguém. Em de resposta positiva, dê o objeto para alguma pessoa que fará bom proveito. Caso contrário, jogue fora! Isso também serve para roupas. A maioria das coisas que não são úteis para nós, podem ser para alguém. Pense nisso! Até porque, liberar espaço no armário sempre é bom.

03. Tenha aliados: Invista em produtos de limpeza potentes e alguns utensílios que podem ser úteis. Se você tiver muito tapete em casa, por exemplo, ter um aspirador de pó pode ser uma boa ideia. Eu sei que ele não é baratinho, mas pode ser usado por muitos anos e quebrar muitos galhos. Produtos de limpeza para banheiro, vidros e desengordurantes são bem importantes, facilitam na hora da faxina e deixam aquele cheirinho de limpeza pela casa.

04. Escolha seu dia de Amélia: Faxine sua casa ou apartamento uma vez por semana. Isso inclui lavar cozinha, banheiro, tirar pó de tudo, e tarefas do tipo. Obrigações mais complicadas, como limpar lustre, podem ser feitas uma vez no mês. Escolha uma dia fixo para isso, para criar uma rotina. Coloque uma música e ponha os aliados do item #03 em ação. Ao final o cansaço chegará. Mas ver tudo limpinho trará uma sensação bem gostosa, pode acreditar.

05. Organize-se: Depois de ter jogado o que não é usado fora e deixar tudo limpinho, é muito importante organizar o que restou para manter a casa em ordem. É impressionante a quantidade de coisas que temos e o espaço que elas ocupam. Uma dica boa é usar caixas para guardar tudo. Separe os itens por seções e, caso o recipiente não seja transparente, use etiquetas para identificar e facilitar na hora que precisar de alguma coisa.







  16/07
 

Foi o tempo que para ser considerada bonita precisava ser magra. O mundo da moda abriu a cabeça e está se libertando de preconceitos e esteriótipos sem sentido. Curvas são lindas e gordurinhas fazem parte da vida. Cada uma de nós possui um biotipo, e não adianta querer ser o que não é. Eu sei que é da nossa natureza sempre achar a grama do vizinho mais verde. Mas aqui vão algumas dicas plus size para você disfarçar o que não gosta, valorizar seus pontos fortes e estar na moda.

dicas plus size - VLIFESTYLE

01. Escuro diminui e claro aumenta: Acredito que todo mundo já esteja careca de saber, mas sempre vale lembrar. Quem tem quadril largo e quer deixar o corpo mais proporcional, deve optar por peças para baixo em tons escuros (preto, azul marinho, marrom), e roupas mais claras na parte de cima. Estampas trazem a sensação de amplitude. Então, se você quer disfarçar as gordurinhas da barriga, evite blusas estampadas, por exemplo.

02. Estampas não são proibidas: Sim, estampas aumentam, como eu falei acima. Porém, se você fizer um mix, isso pode confundir o olhar. O truque é usar estampas gráficas. Deixe o animal print e floral para depois e aposte em grafismos diferentes. Exemplo: Um vestido quadriculado e casaco risca de giz.

03. Saias e vestidos são aliados: Mostre suas pernas sem medo! A primeira dica é preferir modelos evasê. Eles suavizam o quadril e são super femininos. Aproveite e use e abuse dos cintos para marcar bem a cintura e dar forma ao corpo. Já que estamos no inverno, meia-calça e bota são uma boa ideia. Use meias do mesmo tom da bota, pois isso alonga a silhueta. E por sim, prefira modelos de saias e vestidos com comprimento no joelho. São mais elegantes e também alongam.

04. Pense na gola: A gola é um ponto importante do visual que muitas vezes é subestimado. Se você acha seus ombros pequenos em relação a cintura e quadril, prefira blusas com gola canoa, por exemplo. Porém, se você quer ficar mais alta, modelos com gola V e camisas são ideais (só não feche a camisa até em cima. Aqui a ideia é criar um decote deixando dois botões abertos).

05. Blusas mais longas são coringas: Eu percebo que muitas mulheres que se acham acima do peso sentem-se desconfortáveis com os quadris. Com exceção a dica #04, todas as outras já podem ajudar nisso. Outra sugestão é usar blusas mais longas e soltas, que cubram parte do bumbum (ou totalmente). Não demonize as leggings! Além de confortáveis, elas ficam lindas com esse tipo de blusa. Só cuide o material escolhido! Nada pior do que leggings que ficam transparentes quando esticadas.

06. Se jogue nos acessórios: Colares longos são perfeitos nesse caso. Eles alongam a silhueta e valorizam o colo. Só cuide para não escolher modelos que sejam longos demais e que tenham algum tipo de pingente, pois isso chama atenção para a barriga. Outra dica é desviar o olhar. Quer disfarçar os seios grandes? Pulseiras ou anéis grandes podem ajudar. Bolsas coloridas ou com detalhes mais chamativos também são uma boa opção.

07. Lingerie certa: Não é porque ninguém está vendo que podemos esquecer da lingerie. Usar o tamanho certo de calcinha e sutiã pode trazer excelentes resultados no look, valorizando seus seios e bumbum. Não tenha medo de experimentar, muito menos tenha vergonha do seu verdadeiro manequim.