look

  11/03
 

De acordo com o dicionário, autoconhecimento é “conhecimento de si próprio, das suas características, qualidades, imperfeições, sentimentos etc; que caracterizam o indivíduo por si próprio”. Parece simples, mas sabermos realmente quem somos e o que gostamos não é tão fácil. E tal tarefa não se torna mais simples quanto o assunto é estilo. Sem dúvidas, o erro fashion mais comum é não saber que imagem está passando. Com frequência homens e mulheres vestem roupas que não tem ligação nenhuma com suas personalidades e fica nítido o impasse.

qual seu estilo

Não usar aquilo que não gosta é a regra de ouro. Você não pode vestir uma peça somente porque “estão usando ela agora”. E tenha em mente que, o que cai bem em outra pessoa, não necessariamente cairá bem em você.

Saber o que nos favorece não é da noite para o dia. Porém, engana-se quem pensa que é muito complicado. Separei cinco passos para você saber qual estilo combina mais com você. Antes disso, quero deixar claro dois pontos:

  • Estilo varia durante as fases da vida.
  • Podemos ter mais de um estilo. Desde que um prevaleça evidentemente, podemos usar elementos de outros.

estilo

01) Procure inspirações: Não é por acaso que temos quinzenalmente o Who to Follow aqui no blog. É justamente para ajudá-las a pesquisar. Separe umas três pessoas que considere bem vestida e procure o maior número de imagens relativas a ela possível. Talvez você goste do estilo clean da Jennifer Aniston, mas também ama o jeito cool da Helena Bordon. Após essa busca, provavelmente ficará mais claro para você o que você gosta ou não.

02) Considere seu estilo de vida e objetivos pessoais: Por exemplo, você pode ser fã do estilo glam da Jennifer Lopez, mas sua rotina é super corrida e decote e salto alto para as tarefas diárias são inviáveis. Ou então seu trabalho e pede discrição e você não pode usar muito brilho no escritório. Sempre consideres sua rotina para montar suas produções.

03) Hora de testar: Após levar em conta os dois itens acima, monte alguns looks e fotografe. Depois, olhe para as fotos e veja o funcionou melhor. É bem comum termos uma imagem distorcida de nós mesmos, então peça ajuda. Escolha aquela amiga que considera bem vestida ou aquela prima que entende do mundo fashion e pergunta suas opiniões – sinceras!

04) Faxine seu closet: Hora de renovar. Quem não tem aquela peça de roupa que não sua há mais de um ano levante a mão. É muito frequente guardarmos peças que não usamos mais e não temos a intenção de usar. Tire elas do armário, juntamente com aquelas que não combina com o estilo que você agora sabe que tem. Há milhares de pessoas que seriam muito felizes com suas doações! Não espere as roupas ficarem num estado deteriorado para dar à alguém. A regra também vale para bolsas e calçados.

05) Compras inteligentes: Depois da faxina do guarda-roupas, talvez você entre em crise e queira comprar algumas peças novas. Tome muito cuidado para não se empolgar e, mais uma vez, comprar roupas que não harmonizam com você. Leve uma daquelas amigas que pediu opinião sobre as fotos e compre produtos que possam ser usados de duas ou mais maneiras. Isso faz com que possamos repetir sem neuras de parecer que só vestimos aquele mesmo look sempre.







  18/12
 

ThayliseNome: Thaylise Ferreira

Instagram: @thaylise_ferreira

Site: www.vivamoda.com.br

Idade: 31

Ocupação: Publicitária/Blogueira

Cidade: Cuiabá-MT

O que prioriza na hora de se arrumar: Maquiada vou até maltrapilha, mas sem maquiagem nem Chanel salva. Depois disso, escolho o look a partir de uma peça principal, escolho a estrela do dia. Tudo deve girar em torno dela. Tipo se estou com vontade de usar uma jaqueta estampada, todo o resto funciona em função dela.

Uma pessoa bem vestida: Olívia Palermo.

Um closet que gostaria de ter: O da Mirislava Duma.

O que não pode faltar num look: Belos sapatos.

Uma peça chave: Calça de montaria.

Um item de maquiagem indispensável: Rímel.

Salto ou rasteira: O que se sentir melhor. No meu caso salto, porque sou baixinha. Mas acho lindo mulher de mocassim.

Cor que prefere vestir: Preto e branco.

Uma marca: Lanvin.

Um perfume: Coco mademoiselle.

Um batom: Diva, da M.A.C.

Cuidados com cabelo: Meus cabelos têm ombré hair, ai já viu né? Quebra-quebra da estrela! Para não perder os poucos que tenho, uso shampoo e creme para tratamento da Joico, e leave in Uniq One, da Revlon. Faço manutenção com hidratação Q-pak, também da Joico, quinzenalmente no salão. Salva os cabelos, mas cuidar em casa é imprescindível!

Cuidados com pele: Tenho preguiça de protetor, mas tem que usar né? Uso o Episol White Gel, ele deixa minha pele mais sequinha. De tratamento uso a linha Ibuki da Shiseido para limpeza, e a noite Redermic R da La Roche Possay.

Cuidados com o corpo: Chegamos na parte crítica do bate-papo, girls! Com o verão à vista, minha rotina ficou bem apertada. Faço dieta com nutricionista, como muita batata doce, frango, e nada de açúcar! Pratico musculação segunda, quarta e sexta, e faço pilates nas terças e yoga nas quintas. Ufa!

thaylise 1

thaylise 2







  17/12
 

Bom dia! Hoje eu quero falar sobre um estilo que tem dominado por aí: o gypsy. Traduzindo do inglês, seria o estilo cigano. Primeiramente, é importante deixar claro que gypsy, boho e folk são estilos diferentes, apesar de serem comumente confundidos por apresentarem algumas semelhanças. Desta vez vou falar apenas do primeiro e em breve entrarão outros posts sobre os demais.

Assim como ocorre com a maioria das tendências, o gypsy passou pelas passarelas antes de cair no gosto da massa. Emilio Pucci, por exemplo, se inspirou na cultura do povo cigano para elaborar a coleção primaverão/verão 2012.2013.

gypsy - pucci 2012

O cigano style fica lindo no inverno porque podemos abusar das sobreposições. Porém, é a cara do verão. Com as temperaturas mais altas, quase toda mulher prefere roupas soltas e fluidas, evitando peças que apertem e marquem o corpo. Aí entra o gypsy, com tecidos leves, confortáveis, sempre fluidos. Além disso, esse estilo geralmente traz um belíssimo mix de estampas que imediatamente deixa o look mais alegre.

Outro ponto extremamente forte do gypsy são os acessórios, que são fundamentais para esse tipo de look. Argolas, maxi colares, muitas pulseiras, anéis, bolsas com pedrarias (de preferência crossbody), e tudo mais que você puder resgatar da cultura do povo cigano.

GYPSY - acessórios

Como falei acima, as sobreposições são outra característica forte dessa tendência. Normalmente elas são feitas com mix de materiais (mas não é regra), podendo haver também bordados. Outro detalhe importante é deixar parte da pele à mostra. Como fica claro no desfile do Pucci, há sempre um decote, uma barriga de fora, ou uma fenda na saia para exibir um pouco do corpo. Para quem está aderindo ao gypsy, a dica é abusar do top cropped, que ainda está fazendo sucesso.

gypsy

 







  11/12
 

Podemos conversar com mulheres dos mais variados estilos e sempre será a cor preta a eleita como mais versátil. No guarda-roupa das pessoas, não importando o sexo, sempre há uns pretinhos básicos: aquelas peças que salvam inúmeros looks, são usadas repetidas vezes e continuam sendo uma excelente opção.

Como versatilidade é uma palavra que prezo muito e sei que muitas de vocês também, fiz um TOP 3 dos pretinhos básicos. Selecionei 3 peças que podem salvar várias produções para o dia ou para a noite. Do rocker ao romântico, qualquer estilo pode usar o trio logo abaixo.

Antes, vou contar um pouco da história dessa cor tão democrática no mundo da moda. Antes da década de 20, as mulheres mais jovens não podiam usar roupas pretas e as senhoras usavam apenas quando estavam de luto. Quem revolucionou esse cenário foi ninguém menos que Coco Chanel. Em 1926 a Vogue publicou uma ilustração de um vestido preto criado por ela e, depois da Grande Depressão de 29 e com a inserção da mulher no mercado de trabalho, o clássico vestido preto mostrou sua importância e conquistou espaço definitivo no armário da mulherada. Gostaram?

blazer preto - pretinhos básicos

POR QUE? O blazer preto tem o poder de dar acabamento ao look, além de ser um agasalho extremamente coringa. Ele serve para o trabalho, para jantares, para festas, … a lista de ocasiões é extensa. Já havia falado sobre a importância do blazer preto em setembro (clique aqui).

calça - pretinhos básicosPOR QUE? Peça mais versátil ainda não conheço. Combina com uma infinidade de outras roupas, dos mais diferentes estilos. A calça preta jeans pode ser muito útil também, mas nesse caso indico a de alfaiataria. Toda mulher precisa de uma, com corte que valorize a silhueta e seja elegante.

vestido - pretinhos básicosPOR QUE? O clássico. Acredito que todas já tenham escutado que é necessário ter pelo menos um vestido preto “pra toda hora”. Aquele que vai te salvar sempre, em várias ocasiões. Se ele for com corte, comprimento e tecido certo, podemos usar do trabalho a festa sem pensar muito, basta escolher o acessório certo.

 







  05/12
 

Já está exibindo sua coleira no pescoço? Não? Então prepare-se para colocar. A tendência do colar curtinho está de volta e é sucesso entre as celebridades. E as gargantilhas não estão sendo usadas apenas em badaladas e outras ocasiões de looks mais descomplicados, Rihanna e Kim Kardashian são algumas das divas que tem aparecido com o acessório nos tapetes vermelhos.

coleira 1

Esse é um acessório bem democrático e coringa. Há versões para todos os gostos: mais fininhas ou espessas, com pedras ou sem, pingente e ou só a corrente. Isso permite que a peça possa ser usada em todas as ocasiões, como trabalho, jantares e festas. Enfim, tem para todos os gostos!

O colar curto, por parecer uma coleira, traz um ar fetichista, deixando o look mais sexy. Mas não se preocupe, não fica vulgar. Confira abaixo algumas opções de choker para usar essa tendência.

coleira 2

OBS: Não é o fim do amado maxi colar. Ele continua com tudo!